Informes Epidemiológicos 3

Phelipe Caldas

may 19, 2020

Paraíba sofre com baixo índice de isolamento social por parte da população


Índice de 70% recomendado pela OMS está longe de ser alcançado


As autoridades públicas de saúde da Paraíba, reiteraram nos últimos dias suas preocupações com o baixo índice de isolamento social. Este vem sendo registrado no Estado bem abaixo dos 70%, considerados ideais pela Organização Mundial de Saúde (OMS), para conter o avanço do contágio e do número de mortes. Atualmente, segundo o levantamento oficial, esse número fica abaixo de 50% durante os dias úteis da semana. E mesmo que cresça um pouco no sábado e principalmente no domingo, ainda assim fica longe do ideal.


O Painel de Covid-19, organizado em parceria pelas Secretarias de Saúde da Paraíba e de João Pessoa, mostra a dimensão do problema. Durante a última semana, por exemplo, no período entre segunda-feira (11) e sexta-feira (15), a média de isolamento social na Paraíba foi de 44%, enquanto a registrada em João Pessoa foi de 47%. Já no domingo, quando se chegou ao topo, não passou de 51,7% e 55,1% respectivamente.


Enquanto isso, o número de casos confirmados e de mortes não para de crescer, mesmo que os índices de subnotificação sejam altos. A expectativa é que muito em breve a Paraíba ultrapasse a marca de 200 óbitos confirmados oficialmente. Pois, no último boletim, divulgado nesse domingo, já eram 194 mortes – 66 delas na capital João Pessoa, considerada o epicentro da doença em território paraibano.


O isolamento social é essencial no combate à doença, de acordo com a OMS. Não existe por ora uma vacina que imunize as pessoas, desse modo, a única forma de diminuir o número de óbitos, atualmente em torno 3,5% das infectadas, é reduzir drasticamente o contágio.


Logo, considera-se que 30% da população faz parte de áreas essenciais que não podem parar, mas sobra 70% que deveriam estar em isolamento, evitando que o vírus continue a circular.