O Quilombo do Ipiranga

WhatsApp Image 2020-05-25 at 22.22.13.jp

 

 

.

A comunidade quilombola Ipiranga está localizada no município do Conde, na região da Mata Paraibana. As famílias que moram nesta comunidade construíram um legado histórico e cultural que vem se reproduzindo há gerações. No ano de 2020 essa comunidade fará 200 anos de existência e resistência em manter sua cultura, costumes e culinária.  

Em 2006  a comunidade foi autorreconhecida como  comunidade remanescente de quilombos pela Fundação Palmares, passando a acessar políticas específicas. Em 2010 foi construído o pavilhão do Coco de Roda com recursos do então Ministério da Cultura.

Atualmente, o Ipiranga é composto por 250 famílias, aproximadamente 1.200 pessoas, sendo que cerca de 90% das famílias sobrevivem da agricultura familiar. 


 

WhatsApp Image 2020-05-25 at 22.07.52.jp

.

Entre as riquezas encontradas na comunidade destacam-se as belezas naturais, com área de mata atlântica, árvores centenárias e rios de águas limpas que podem ser conhecidas através de Trilhas Ecológicas.   

As deliciosas comidas tradicionais produzidas podem ser saboreadas no local. Em 2015 a comunidade sediou e foi premiada em segundo lugar no Festival Gastronômico Quilombola.

A  diversidade dos artesanatos produzidos são também expressos entre oficinas e produções de Biojóias e livros artesanais. Há cursos para construção de casas de taipa e móveis em palete, ambos com o apoio do IFPB. 

 O Museu Quilombola do Ipiranga, fundado em Maio de 2013 pela mestra dona Lenita e sua filha Ana Lucia, é um espaço de visitação para depois da pandemia. 

Grupos tradicionais com Lapinha e Coco de Roda Novo Quilombo também mantém viva a tradição na comunidade. Esses grupos foram registradas também pelo Museu do Patrimônio Vivo em 2015.     

WhatsApp%20Image%202020-05-25%20at%2022.

.

O Ipiranga produz também um azeite centenário, popularmente conhecido com Batibutá. As mulheres, lideradas pela Mestra Ana do Coco, encontraram uma forma de organização na qual a tradição fala mais alto. Afim de evitar aglomerações em tempos de quarentena, a quantidade de pessoas na produção dessa relíquia foi reduzida: 3 mulheres coletavam as sementes e 7 mulheres eram encarregadas da produção, totalizando 10 mulheres.


 

Assista também o documentário 

“A roda das gerações do Coco” -

Semente Cinematográfica (2018):

https://www.youtube.com/watch?v=iuDmp-RTN6c

Nesse momento de pandemia a comunidade aceita doação produtos de higiene,  brinquedos, roupas, calçados, livros, pinceis de vários tamanhos e tintas para as crianças e para a confecção dos livros artesanais.

Contato:

Mestra Ana do Coco: (83) 9384-6089

Aniele: (83) 98794 5359

Fábio: (83) 99401 7930


 

Fotos: Mestra Ana do coco 


 

 

IPIRANGA

mITUAÇU

WhatsApp Image 2020-05-25 at 21.55.59.jp